Jogamos e compartilhamos os melhores jogos de corrida!

Grande Prêmio de Fórmula 1 do Brasil de 1991

GD Star Rating
loading...

Esta é a gravação do Grande Prêmio de Fórmula 1 do Brasil de 1991, a corrida completa, com a famosa vitória dramática de Ayrton Senna, que venceu a prova guiando nas últimas voltas com apenas a sexta marcha.

O então futuro tricampeão teve problema no câmbio, com todas as outras marchas quebraram mas conseguindo vencer por meros 2.9 segundos de diferença do Riccardo Patrese (Williams-Renault). Senna (McLaren-Honda) exigiu tanto do corpo que teve câmbras e febre, mal conseguindo se mover sozinho. Ayrton teve que ser removido do carro devido a exaustão e foi ao pódio levado pelo carro médico. Lá ficou evidente seu esforço para obter a vitória. Ele mal conseguia levantar a taça, precisando de ajuda para fazê-lo.

Gerard Berger (McLaren-Honda) também teve problemas no carro mas conseguiu fechar o pódio, ficando na frente de Alain Prost (Ferrari), Nelson Piquet (Benneton-Ford) e Jean Alesi (Ferrari).

O Grande Prêmio do Brasil de 1991 foi a segunda rodada da temporada 1991 de Fórmula 1 e se deu no circuito de Interlagos, no dia 24 de março daquele ano. A corrida foi narrada pelo Galvão Bueno e transmitida pela Rede Globo.

Grid de Largada

O grid de largada teve Ayrton Senna na pole, seguido de Riccardo Patrese e o Leão, Nigel Mansell (Williams-Renault), largando em terceiro lugar. Mansell também teve problemas no câmbio mas abandonou a corrida na volta de número 61, num total de 71.

As Williams se mostraram muito rápidas na qualificação, impulsionadas pela potência dos motores Renault, que começavam a despontar como ferozes concorrentes dos motores Honda da McLaren. A disputa pela pole comprovou esse equilíbrio. Senna conseguiu a pole (a 54ª de sua carreira) apenas na última volta, marcando 1:16.392, contra 1.16.775 de Patrese.

Corrida

A corrida começou com Senna na ponta e com Mansell pulando para segundo logo após a largada. Os dois ditabam o ritmo da prova e abriram larga vantagem com relação aos seus adversários. Diante deste quadro, os pit stops poderiam fazer a diferença, porém ambas as equipes fizeram paradas perfeitas.

Isso se manteve assim até que Mansell, com um pneu furado, teve que fazer uma segunda parada, levando Patrese a assumir a segunda colocação. Senna conseguiu abrir uma maior vantagem assim, porém, neste momento, os problemas mecânicos começaram a aparecer no carro do brasileiro. Primeiro, ele perdeu a quarta marcha, tendo assim, que passar da terceira direto para a quinta. Depois, nenhuma marcha funcionava sem segurar a alavanca de marchas para que ela permanecesse engatada. Senna teve que segurar a alavanca de câmbio com a mão direita e pilotar com a esquerda. Foi por aí que Mansell teve que abandonar a corrida, com problemas no seu câmbio semiautomático.

Devido a este problema, Senna ia perdendo a vantagem para Patrese. A câmera onboard mostrou que Ayrton parou de trocar de marcha nas últimas voltas da corrida. Faltando duas voltas para o final, começou a chover em Interlagos, o que acabou decidindo a corrida.  O brasileiro, portanto, venceu a corrida só com a sexta marcha funcionando normalmente.

Curiosidades

  • Foi a primeira vitória de um brasileiro no GP do Brasil desde 1986;
  • Primeira vitória de Ayrton Senna no GP do Brasil e a 28ª na carreira. O brasileiro ultrapassa as 27 de Jackie Stewart;
  • 210º pódio da McLaren;
  • 60ª vitória do motor Honda;
  • 50º grande prêmio do motor Judd.

Deixe um comentário